O Brasil em 2016 foi assolado por uma violência sem par. A destituição fraudulenta via golpe branco, golpe colorido, golpe parlamentar, golpe regado à propina, golpe. Chame do que quiser. De uma hora para outra o desejo expresso nas urnas em fins de 2014 por 54,5 milhões de eleitores brasileiros foi posta abaixo. A democracia destruída. O Estado de Direito arruinado. Dilma Rousseff foi deposta.

O descaramento foi de tamanha proporção que o golpe se auto implodiu. Um presidente sem voto. Cassado pelo TSE, Michel Temer, um verdadeiro traidor. Alguém que apunhalou a sua presidente pelas costas, Que junto com uma corja toda hoje indiciada ou investigada, como exemplo Eduardo Cunha, tramou e conseguiu derrubá-la de forma nojenta e vil. Era inevitável.

Esse governo logo se mostrou um desgoverno. A economia afundou em uma completa recessão. O desempregou bateu o recorde de 14,5 milhões em março de 2017. E Temer, esse é o nome, conseguiu o feito, talvez até para ser registrado no Guiness Book, de se tornar o presidente que mais rapidamente passou a ser odiado pela população face a sua agenda liberal agressiva, grotesca, desnacionalizadora, entreguista e perversa, em cima do patrimônio do Brasil e do lombo do povo.

Como balão que sobe rápido, subiu e caiu. Agora está acuado pego por um áudio de corrupção e crime de um dos delatores e corruptores da classe política do Brasil. Uma classe sem pudor e sem classe. Que nos envergonha.

A sua saída é inevitável. Ele se agarra como carrapato nas tetas de uma vaca. Mas vai cair…

A banca. Os financistas. A mídia chapa branca e interesseira prefere a via do golpe dentro do golpe. Isto é, uma eleição indireta. Uma forma espúria de mais uma vez privar o povo da escolha de seu presidente, errando ou acertando.

Hoje nós tivemos a felicidade de dar, junto com milhares e milhares que estiveram em Copacabana no Rio de Janeiro, neste memorável dia 28 de maio de 2017, o ponta pé para apear Temer do poder. Um poder ilegítimo. Nós bradamos juntos. Em alto e bem som por Diretas Já….Eu não pensei que fosse ser necessário gritar isso de novo. Foi com tristeza, mas também com alegria que participamos do início dessa caminhada.

A Globo não vai esconder os mais de 100.000, talvez mais de 300.000 pessoas no fim desse domingo frio e neblinado em Copacabana, que contou com a nata da vanguarda artística de esquerda desse Brasil. Que contou com Vagner Moura, com Milton Nascimento, com Zezé Motta, com Benvindo Sequeira, com Beth Mendes, com Osmar Prado, inflamado como nunca em sua fala, com o corajoso Boulos, com o Bola Preta e muitos políticos. As Centrais Sindicais em peso. Os movimentos estudantis. Os sindicatos. Mas com muita muita muita gente. Gente como eu mesmo..Todos com botons e adesivos pelas Diretas Já e Fora Temer. Gente que cantou e vibrou torcendo pelo fim dessa agonia. Desse governo entreguista e corrupto até a alma. Que a cada dia se atola cada vez mais em lama e lama. Chafurda na lama.

Eles – GLOBO – não vão poder dedicar vários de seus preciosos minutos a ludibriar os que lhe assistem com os costumeiros showzinhos medíocres das “arruaças” e de desocupados.

Arruaças não houve por que o forte aparato militar da PM, os robocops do governo, ficaram quietinhos no seu lugar. Aliás, fazendo o papel que lhes é devido pela Constituição. Como não houve bombas de efeito moral e nem balas de borracha ou gás lacrimogênio e cassetetes no lombo do povo, também não houve nem uma vidraça quebrada ou pedra atirada. Não houve “arruaça”. A Globo deve ter ficado decepcionada, dentre elas a Leilane.

É impossível mesmo para esses blobostas esconder o escondível, mas… como sempre tenta distorcer..Ela diz que o dia de hoje foi pelo Fora Temer. Só meia verdade. A que à ela convém. A ela convém por que são partidários das eleições biônicas como na época da ditadura. Das eleições onde um dedão apontava quem seria o próximo fantoche presidente. Ela quer uma eleição indireta. Um nome qualquer da banca, um nome qualquer que lhe represente o interesse, até por que seu ganha pão de hoje não são as medíocres e bocilizantes novelas e programas insossos onde o que conta são os sorrisos falsos. São os juros que ela capta na ciranda financeira. A mesma ciranda financeira que suga como vampiros o sangue do povo e os entrega de bandeja, em copo de cristal, para ser serem sorvidos por essa corja de rentistas e endinheirados.

Fotos da Manifestação pelas Diretas Já e Fora Temer. Praia de Copacabana. Rio de Janeiro. Brasil (27 de maio de 2017)