NOMEADÍSSIMO….LULA. MINISTRO DA CASA CIVIL

Tags

, , , , ,

Nomeação saiu hoje a noite no Diário Oficial. Coxinhas em desespero….Meus sais…Meus sais…! Políticos da direita idem. Vamos dar suporte ao nosso Lula como ministro. A briga vai ser feia. Vamos fazer a nossa parte. Dia 18 todos na rua. A rua é nossa.

O momento é de mudança do atual governo. Cobramos o fim da agenda negativa, recessiva e atrelada aos interesses do patronato e do capital. Não admitimos mais o conluio com uma agenda conservadora e liberal. Queremos ação…União das forças de esquerda. Uma atuação incisiva política do PT na sustentação do modelo vitorioso do Neodesenvolvimento que por 12 anos trouxe prosperidade, inclusão social, renda e oportunidades para a maioria da população brasileira.

nomeação de lula ministro da casa civil

Ato de Nomeação de Lula. Publicação no D.O. de 16 de março de 2016

ESTRATÉGIAS DA DOMINAÇÃO: CHOMSKY

Tags

, , ,

manipulação das massas

Manipulação das Massas – Chomsky

ESTRATÉGIAS DA DOMINAÇÃO

Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato revolucionário” (George Orwell)

Avram Noam Chomsky, como outros, não se cala diante do status quo da política e muito menos tenta esconder a vergonha e brutalidade embutida ao longo da história, especialmente a americana. Ele é um ativista político que aos seus 85 anos continua combativo e crítico. Um homem que nos orgulha…

Avram Noam Chomsky nasceu na Filadélfia em 7 de dezembro de 1928). Ele é um linguistafilósofocientista cognitivo, comentarista e ativista político norte-americano, reverenciado em âmbito acadêmico como “o pai da linguística moderna“, também é uma das mais renomadas figuras no campo da filosofia analítica.

Além da sua investigação e ensino no âmbito da linguística, Chomsky é também conhecido pelas suas posições políticas de esquerda e pela sua crítica da política externa dos Estados Unidos.

É de autoria de Chokysky essa reflexão sobre as técnicas de dominação das massas, utilizadas a todo o vapor, como no Brasil hoje,  pelos donos do capital, pela grande mídia e pelos grupos elitistas, em proveito, vergonhosamente, próprio….

Para reflexão…Em quais das 10 técnicas você se vê. Capitulou?

Blog do JCR

LULA QUER MUDAR ECONOMIA PARA ACEITAR CARGO: Casa Civil ou uma Secretaria Política

Tags

, , , ,

FOTO LULA 2016

Lula entre a Casa Civil e uma Secretaria Política (foto Brasil 247)

LULA QUER MUDAR ECONOMIA PARA ACEITAR CARGO – CASA CIVIL OU UMA SECRETARIA POLÍTICA

 
Ex-presidente Lula só deve aceitar o convite da presidente Dilma Rousseff para assumir um ministério se ela se comprometer a mudar a política econômica; a entrada de Lula no governo deve provocar uma inflexão à esquerda.
 
Se ele aceitar o cargo, o que muito provavelmente vai acontecer,  o jogo vira completamente. Como a decisão da justiça paulista de tirar do MP-SP o caso do triplex, remetendo a vara federal do Paraná ( Sergio Moro). A subida de Lula ao cargo de Ministro seja da Casa Civil ou de uma Secretaria política para inviabilizar o impeachment, tira Moro dos holofotes, esvazia a Lava-Jato, agrada a vários políticos com medo de virarem a bola da vez nas investigações cujo alvo número um é Lula, visando inviabilizar a sua candidatura para 2018, e é uma ducha de água fria em que ao lado de políticos do PSDB denunciados, alguns até execrados publicamente, por corrupção, marcharam felizes, alegres, no último Domingo.
 
A Presidenta ganha fôlego redobrado, mas será obrigada a abandonar a agenda com viés conservador, neoliberal como vem fazendo, refém de partidos como o PMDB de sua, ainda, base aliada. Um desses recuos foi a mudança de posição em direção à esquerda com o abandono do projeto da reforma da previdência, uma bandeira do mercado e dos conservadores. Ao tempo em que a pressão cai sobre ela, Lula com fôro privilegiado, somente podendo ser investigado no STF, cobra em troca que a economia volte ao modelo vitorioso de 2009. Isso pavimenta o terreno para a sua saída natural como candidato à presidência em 2018.
 
A ironia dessa história é que a espetaculosa Globo ao apoiar o show mediático de Sergio Moro acabou dando um verdadeiro tiro no pé. Nunca foi tão odiada e achincalhada por vários setores da Sociedade Brasileira. A sua audiência continua em declínio, perdendo lugar a outras mídias mais eficientes e modernas e sai fragilizada, com poucas cartas na mão, para a renovação da sua concessão em 2018, face ao histórico golpista e claramente tendencioso no qual ela apostou todas as suas fichas. Ao juiz Sergio Moro está fadado o ostracismo. Sai de mansinho de cena como entrou. 
Blog do JCR

FHC : DE INCENDIÁRIO A BOMBEIRO – UMA RETÓRICA DE FALSIDADES

Tags

, , , , , , ,

foto de fhc

De incendiário a bombeiro: uma trajetória de hipocrisia

Em um momento no qual a sociedade se encontra à beira de um enfrentamento entre petistas e não petistas, com consequências que podem ser imprevisíveis e descontroláveis, em função das notórias e descabidas tentativas de golpe e de desestabilização do governo, sabotagem da economia e tentativa de deslegitimar o PT como partido político, cujo modelo vitorioso – o Neodesenvolvimentismo -mudou a realidade desse País faz 13 anos com Lula e Dilma, tudo isso graças a uma oposição nociva, antidemocrática e mesquinha tendo a frente o PSDB, o partido inconformado de ter sido novamente batido nas eleições de 2014, o ex -presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), com seu nome também envolvido em vários escândalos, tanto partidário quanto pessoal, um típico representante da Casa Grande, que dizia ter um “pezinho na cozinha”, como se alguma coisa de pobreza e de cozinha ele compreendesse, face a miserabilidade em que o Brasil mergulhou nos seus dois governos, em que a tônica foi o estabelecimento do estado privatista e onde corriqueiramente se morria de fome, e que depois de passar, pós eleição, o seu “precioso” tempo insuflando o discurso da ruptura do Estado de Direito, da Quebra do Regime Democrático, tenta agora quando o “circo pega fogo” posar de conciliador. É uma profunda hipocrisia esse discurso nessa hora. Uma falsidade sem par, como se ele realmente fosse alguém que se portasse o mínimo como um político responsável, comprometido com a lisura política e com o Brasil. É triste esse momento…

Leiam a última declaração de FHC nesse domingo. Agora ele tenta se despir da irresponsável roupa de incendiário e tenta de se comportar como bombeiro. Como se isso pudesse mudar a sua forma de ser. Um homem, um político de profunda insensatez.

“Cartas na mesa

É preciso abrir o jogo: não se trata só de Dilma ou do PT, mas da exaustão do atual arranjo político brasileiro. E mais: o que idealizamos na Constituição de 1988, cujo valor é indiscutível, era construir uma democracia plena e um país decente, com acesso generalizado à Educação pública, Saúde gratuita e Previdência Social. Mais ainda, acesso à terra para os que nela precisassem trabalhar, bem como assistência social aos que dela necessitassem. A execução desse programa encontra dificuldades crescentes porque a estrutura estatal é burocratizada e corporativista. E também porque a sociedade não quer e não pode pagar cada vez mais tributos quando os gastos não param de se expandir.

Era inevitável que nos encontrássemos nessa situação? Não. Contudo, para evitar a crise do sistema de partidos e da relação Executivo/Legislativo, teriam sido necessários, no mínimo, os contrapesos da “lei de barreira” e da proibição de alianças partidárias nas eleições proporcionais, restrição aos gastos de campanha e regras mais severas para seu financiamento.

Mas não é só. A má condução da política econômica tornou impossível ao governo petista seguir oferecendo os benefícios sociais propostos, senão pagando o preço da falência do Tesouro. Não me refiro às bolsas, que vêm do governo Itamar, foram ampliadas em meu governo e consolidadas nos governos petistas: elas são grãos de areia quando comparadas com as “bolsas empresários” oferecidas pelos bancos públicos com recursos do Tesouro. Sem mencionar o grau inédito de corrupção, azeite que amaciou as relações entre governos, partidos e empresas e que deu no que deu: desmoralização e desesperança. Oxalá continue a dar cadeia também.”

FÓRUM 21 CONVOCA A INTELECTUALIDADE BRASILEIRA EM DEFESA DA DEMOCRACIA E CONTRA O GOLPE

Tags

, , , ,

FORUM 21 CONTRA O GOLPÉO FÓRUM 21, uma organização composta por ativistas, militantes de partidos políticos de esquerda e progressistas, de organizações populares, entidades da sociedade civil e por todos os demais cidadãos que se disponham a trabalhar para a construção de uma Sociedade mais justa, que sirva aos avanços das conquistas sociais, ao alargamento da participação cidadã e à consolidação da democracia no Brasil, convoca a intelectualidade nacional a unir forças nesse momento “de luto” pela democracia brasileira. Onde se tenta de todas as formas solapar o Estado de Direito e negar o direito de escolha legítimo das urnas. Numa evidente tentativa conservadora, oportunista, de rasgar o tênue tecido social, com um enorme malefício para o País. Isso num ambiente de conluio entre a grande mídia e setores reacionários dentro dos poderes constituídos.

“Resistir ao golpe para construir um Brasil mais justo e soberano: essa é a tarefa para a qual a História nos convoca nesse momento.”

ESTÁ EM CURSO UM GOLPE DE ESTADO – Atentado contra a Democracia

Tags

, , ,

Com a autoridade de quem presidiu a OAB do Rio de Janeiro, o deputado federal e advogado Wadih Damous (PT-RJ) diz que a ação da Polícia Federal nesta sexta-feira 4 contra o ex-presidente Lula “não foi condução coercitiva, foi um sequestro perpetrado pela PF a mando do juiz da Lava Jato”; “Condução coercitiva acontece quando alguém intimado a depor perante o juiz não comparece. Lula jamais se negou a depor sequer foi intimado”, publicou o parlamentar no Twitter; “Lula jamais foi intimado a depor até porque juiz Moro não é competente p/ apurar os fatos relativos a Atibaia e a um triplex do guarujá”, completou Damous, afirmando que “está em curso um golpe de estado”

O que é Condução Coercitiva?

Condução coercitiva é uma forma impositiva de levar à presença de autoridades policiais ou judiciárias sujeitos do processo, ofendidos, testemunhas, acusados ou peritos, independentemente de suas vontades. Trata-se de medida prevista no Código de Processo Penal Brasileiro como forma de obrigar o ofendido, a testemunha, o perito, ou qualquer outra pessoa que deva comparecer ao ato para o qual foi intimada, e assim não o faz, injustificadamente. Segundo alguns juristas, trata-se de uma modalidade de prisão cautelar de curta duração cuja finalidade é garantir a conveniência da produção da prova.

 

Translate »